Exulta de alegria! Cristo Nasceu!

December 18, 2013 in Destaque, Leandro Otávio da Rosa

Que imensa alegria! Jesus nasceu! Deus se fez homem!

Será que já refletimos sobre a grandiosidade deste acontecimento?

Heilige-NachtDias atrás ouvi um Frei Franciscano falando sobre o Natal, ele refletia assim: Cada um de nós estava representado no dia do nascimento de Jesus, os pastores representavam todos os homens que já viveram todos que viviam naquela época e todos que iriam nascer, toda a riqueza da terra estava representada no ouro que foi oferecido, os animais estavam representados com a ovelha a vaquinha… , a natureza estava representada nas árvores, todo o céu estava representado nos anjos, todo o universo estava representado na estrela, toda a criação estava ali representada, Jesus é o centro da história, é o centro do universo, é o centro de tudo, “Cristo tudo unificou em Si: céu e terra, Deus e homem, tempo e eternidade, carne e espírito, pessoa e sociedade” (Papa Francisco)

Como é lindo perceber a grandiosidade de Jesus, “A criação inteira participa nesta alegria da salvação: «Cantai, ó céus! Exulta de alegria, ó terra! Rompei em exclamações, ó montes! Na verdade, o Senhor consola o seu povo e se compadece dos desamparados» (Is 49, 13). Precisamos a cada dia perceber que Jesus é o centro da história, e quer ser o centro da nossa vida, precisamos abrir nosso coração e deixar Cristo nascer em nosso ser, e ai poderemos dar fruto.

“Aquilo que descobriste, o que te ajuda a viver e te dá esperança, isso é o que deves comunicar aos outros”

(Papa Francisco)

Não é possível nós termos Jesus como centro de nossas vidas, percebemos a sua beleza o seu amor a sua misericórdia e não desejarmos que o mundo também saiba e conheça o nosso Salvador, precisamos anunciar, precisamos ser missionários.jesus -o-centro-do-universo-e-da-minha-vida

O que devemos anunciar?

Cristo é a «Boa Nova de valor eterno» (Ap 14, 6) como afirmava Santo Ireneu: «Na sua vinda, [Cristo] trouxe consigo toda a novidade», a novidade que precisamos anunciar não é uma ideia, não é uma religião, anunciamos uma pessoa, um Deus verdadeiro e amoroso, que se encarnou por amor, que morreu e ressuscitou para nos salvar, é a Jesus que devemos anunciar.
De Que forma devemos anunciar?

O testemunho de vida é a melhor forma de evangelizar, precisamos em nossas atitudes refletir a luz de Cristo que habita em nós.

“Jesus quer evangelizadores que anunciem a Boa Nova, não só com palavras mas sobretudo com uma vida transfigurada pela presença de Deus … O Evangelho convida, antes de tudo, a responder a Deus que nos ama e salva, reconhecendo-O nos outros e saindo de nós mesmos para procurar o bem de todos”

(Papa Francisco)

A caridade é a forma mais suprema de evangelização, “As obras de amor ao próximo são a manifestação externa mais perfeita da graça interior do Espírito” (Papa Francisco), quem poderia silenciar a pregação da Madre Teresa de Calcutá e de São Francisco?

Madre-Teresa-de-Calcuta-caridade-amorA verdade é que nos dias atuais se desenvolveu uma globalização da indiferença e do individualismo, não nos preocupamos com o próximo, “Não fazer os pobres participar dos seus próprios bens é roubá-los e tirar-lhes a vida. Não são nossos, mas deles, os bens que aferrolhamos”.São João Crisóstomo. Quem sou eu para dizer “«o que se deveria fazer» – o pecado do «deveriaqueísmo»” (Papa Francisco), sei que precisamos começar, as vezes achamos que não somos capazes, o Papa Francisco nos ensina: “Deus convida sempre a dar um passo mais, mas não exige uma resposta completa, se ainda não percorremos o caminho que a torna possível. Apenas quer que olhemos com sinceridade a nossa vida e a apresentemos sem fingimento diante dos seus olhos, que estejamos dispostos a continuar a crescer, e peçamos a Ele o que ainda não podemos conseguir”, que possamos aprender a amar, que aprendamos a ver a necessidade dos outros, aprendamos a viver como irmãos.

Olhando para a nossa vida e para a situação do mundo, poderemos ser tentados a pensar que não é possível realizar esta missão, no entanto “A nossa fé é desafiada a entrever o vinho em que a água pode ser transformada, e a descobrir o trigo que cresce no meio do joio” (Papa Francisco), “no deserto, existe sobretudo a necessidade de pessoas de fé que, com suas próprias vidas, indiquem o caminho para a Terra Prometida, mantendo assim viva a esperança” (Papa Emérito Bento XVI), precisamos ouvir esta série de exortações do Papa Francisco: Não nos deixemos roubar o entusiasmo missionário! Não deixemos que nos roubem a alegria da evangelização! Não deixemos que nos roubem a esperança! Não deixemos que nos roubem a comunidade! Não deixemos que nos roubem o Evangelho! Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno! Não deixemos que nos roubem a força missionária!

indiferenca2Que possamos começar na nossa casa, com nossos filhos, pais, vizinhos, no nosso trabalho, “é cada um levar o Evangelho às pessoas com quem se encontra, tanto aos mais íntimos como aos desconhecidos. É a pregação informal que se pode realizar durante uma conversa” (Papa Francisco).

Uma data tão linda, todos querem iluminar suas casas, as cidades ficam enfeitadas, as famílias se reúnem, todos trocam presentes, é verdade que isto estimula o consumismo, porém estimula também a caridade, vemos tantas pessoas, mesmo não Cristãs a darem presentes para crianças pobres, muitas pessoas que estão sem se falar aproveitam esta data para pedir desculpas um para o outro, que outra data poderia mexer tanto com os corações?

Termino esta mensagem com um pedido do Papa Francisco:

“A mim interessa-me apenas procurar que, quantos vivem escravizados por uma mentalidade individualista, indiferente e egoísta, possam libertar-se dessas cadeias indignas e alcancem um estilo de vida e de pensamento mais humano, mais nobre, mais fecundo, que dignifique a sua passagem por esta terra”.

Maria mãe de Jesus, Mãe da Igreja e minha mãe, vós que sabe transformar um curral de animais na casa de Jesus, com uns pobres paninhos e uma montanha de ternura, interceda por mim junto a seu Filho para transformar meu coração de pedra em um coração de carne, para que eu possa amar verdadeiramente e seguir seu exemplo de caridade e amor ao próximo, quando mesmo grávida partiu para servir sua prima Izabel, que Jesus possa neste natal nascer em meu coração e transformar meu ser Se tornando o Centro da minha vida, Amém!

Leandro Otávio da Rosa

* Todas as citações do Papa Francisco foram retiradas da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium